Página inicial

O nome de Deus
O senhor dos exércitos
Quem é Melquisedeque?
Se o Pai fosse Jeová...
Um ministério de pedras
Torá e Alcorão
Velha e nova criação
Anjos, amigos ou inimigos?
Batismo e circuncisão
O Sábado
O Espírito Santo
Qual é a serventia atual do Velho Testamento?
O mistério de Deus
O imparcial Deus Pai
O verdadeiro Deus é amor
Estudos adicionais 


 
 


Instituto de Pesquisas Bíblicas Avançadas
Institute of Advanced Biblical Researches
 

    O objetivo destes estudos é demonstrar que só Jesus é o verdadeiro Deus e nele está a vida eterna (1 João. 5:20). O motivo pelo qual o Filho de Deus veio a este mundo foi para destruir as obras de mentira do diabo e mostrar toda a verdade.

    - Seria Jeová (Javé), aquele que foi apresentado aos hebreus por Moisés no Velho Testamento, o mesmo que o Pai apresentado por Jesus no Novo Testamento? Se são a mesma pessoa, porque revelam personalidades tão diferentes?

    - Há consenso entre a violência e discriminação racial típicas do Velho Testamento (VT) com o amor e a imparcialidade existente no Novo Testamento (NT)? Porque a lei do VT trouxe condenação para os homens ao invés da salvação?

    - Porque Jesus desapontou os religiosos judeus que esperavam por um Messias guerreiro, o qual seria capaz de livrá-los do jugo romano e que dominaria as nações com vara de ferro? Qual é o mistério de Deus nosso Pai?

    - Qual é a função dos anjos em relação aos homens e à Deus? Quem é Melquisedeque? Porque ele é um personagem tão misterioso?

    Questões polêmicas como essas são comentadas neste site. Aqui você poderá compreender porque o comportamento de Jeová no VT é tão diferente em relação ao do Pai no NT.



Originalidade e abordagens com transparência


    Nós podemos trazer em nossa bagagem intelectual paradigmas que precisariam ser quebrados. Não devemos ter medo de pensar diferentemente dos outros.

    Não devemos confiar em multidões simplesmente porque são a maioria. A voz do povo não é necessariamente a voz de Deus, embora o dito popular diga o contrário.

    A multidão dos judeus, incluindo sumo-sacerdotes e doutores da lei, preferiram Barrabás ao invés de Jesus (Marcos 15:15). A fim de satisfazer a multidão, Pilatos soltou Barrabás e prendeu Jesus para que fosse crucificado.

    Milhares de "cristãos" católicos romanos da Europa lutaram contra muçulmanos em sangrentas Cruzadas sob o pretexto de estabelecerem o reino de Deus.

    Multidões de "cristãos" aprovaram a tortura e a execução de supostos hereges durante a Inquisição. Eles foram instigados pelo clero devido a alegados fins religiosos.

    Os teólogos gnósticos cristãos do segundo e terceiro século, que pensavam diferentemente do cristianismo atual, a respeito da dissociação entre o "deus" do VT e o Deus no NT, foram tratados como hereges, sem direito a defenderem suas convicções, quando foram confrontados pela grande maioria dos teólogos da época.

    Jesus disse que muitos entram através da porta larga e caminham pelo estrada espaçosa que conduz à destruição (Mt. 7:13), mas o caminho que conduz à vida é estreito e poucos há que optem por ele (Mt. 7:14).


    O deus deste século cegou as mentes de milhões de criaturas para que lhes não resplandeça a luz do evangelho de glória de Jesus Cristo (2 Coríntios 4:4).

    Mas Jesus disse em João 8:32... "Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará". Ele veio para trazer luz aos que habitam em escuridão e na sombra da morte" (Lucas 1:37).